Agora ele ficou Putin mesmo: após sanções Rússia “libera pirataria” de jogos e softwares

Agora ele ficou Putin mesmo: após sanções, Rússia “libera pirataria” de jogos e softwares

Não haverá processos civis ou criminais contra qualquer produto pirateado que não seja produzido em território russo

Para lidar com as sanções econômicas impostas por conta da invasão sobre a Ucrânia, a Rússia parece ter flexibilizado suas leis de direitos autorais. Em outras palavras, já não é mais crime consumir jogos, filmes, programas de TV e outros softwares pirateados em território russo.

O Ministério do Desenvolvimento Econômico do país sugeriu uma nova lei chamada “Plano de Ação Prioritária para Garantir o Desenvolvimento da Economia Russa nas Condições de Pressão de Sanções Externas”, no início da semana (via TorrentFreak). Conforme relatado pelo City A.M na última quarta-feira (09), esse pleito avançou e já está em vigência por lá.

Agora, qualquer pessoa pode baixar ou usar software pirata, desde que seja originário de algum lugar que atualmente apoie as sanções contra o país. Aparentemente, não haverá processos civis ou criminais contra qualquer produto pirateado que a Rússia não possa produzir.

Várias empresas de games suspenderam as atividades na Rússia

A invasão das forças russas sobre a Ucrânia já dura pouco mais de duas semanas. Além da debandada de empresas do ramo de games, como Take-TwoCD Projekt REDElectronic Arts e PlayStation, companhias de outros seguimentos também suspenderam as atividades por lá — como Amazon, Coca-Cola e McDonald’s, por exemplo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.