Sony orienta varejistas japonesas para lidarem com cambistas de PS5

Sony orienta varejistas japonesas para lidarem com cambistas de PS5

A companhia está disponibilizando um lacre exclusivo aos lojistas do Japão

A escassez de chips semicondutores de energia continua dificultando a produção dos novos consoles. Por conta disso, cambistas de diversos lugares do mundo aproveitam para revender o PS5 a preços mais altos. Para lidar com o problema, a Sony está orientando algumas varejistas no Japão e oferecendo um lacre exclusivo para a situação.

De acordo com uma reportagem do Yahoo Japan, a gigante japonesa pede para as lojas rasgarem os selos da caixa do console na frente dos clientes. A estratégia é garantir que possíveis cambistas não possam vendê-los como um “item novo”. Leia parte do relatório abaixo:

A “revenda maliciosa” consiste na venda do PS5 a preço superior ao do varejo. Com isso, a Sony Interactive Entertainment (SIE), que vende o produto, está distribuindo um adesivo com a palavra “aberto” aos varejistas.

O selo é operado pela própria loja. Basicamente, é um mecanismo que coloca um adesivo com antecedência na caixa do console. A vedação é difícil de remover e a caixa pode ser arranhada facilmente se for retirada à força. Parece que o objetivo é impedir alguns compradores de “revenda maliciosa”.

O artigo foi mencionado pelo usuário “RegionFree” em publicação no Reddit, onde vários membros elogiaram os esforços da Sony para combater os cambistas do PS5. Porém, não ficou claro se os mesmos esforços também ocorrem em outros países, como EUA ou Inglaterra.

PS5 Pro pode chegar no fim de 2023

O console de nova geração da Sony tem pouco tempo de mercado, mas parece que a companhia já se movimenta nos bastidores para lançar o PS5 Pro no fim de 2023 — claro, se os rumores recentes estiverem corretos. Saiba mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.